bolo de banana com uva passa

Bolo de banana com canela e uvas passas

Print Friendly, PDF & Email

Um bolinho de banana para perfumar a casa e alegrar esta tarde chuvosa. Essa última semana fiquei sem postar aqui no blog, mas não deixei de cozinhar. Na quinta-feira passada, preparei um jantar árabe para o meu grupo de teatro favorito: o Liquidificador. Quando estava cortando um punhado de hortelã com a minha super faca (muito afiada), cortei um pedaço da ponta do meu dedão. Foi horrível! Além de muita dor, cozinhar com curativo e luva é muito ruim. Tirando o pequeno acidente a comida ficou maravilhosa!

bolo-de-banana-com-passas

Ontem à tarde eu e o Daniel tomamos um cafezinho na feira do Guará. Para acompanhar meu café com leite, escolhi um bolo de coco. Só depois que eu já havia comido é que eu vi o bolo de banana com uvas passas na vitrine. Fiquei com vontade de comer aquele bolo. Aproveitei esta tarde fresquinha e chuvosa e preparei um bolo de banana que aprendi há muitos anos com a tia Marilene. Alterei um pouco a receita e acrescentei canela e uvas passas. O bolo ficou exatamente como eu imaginava: delicioso!

Você vai precisar:

4 bananas prata

4 ovos

2/3 de xícara de óleo

1 xícara de farinha de rosca

1 ½ de xícara de açúcar

1 colher de sopa de canela em pó

1 colher de sopa de fermento químico

1 xícara de uvas passas hidratas no conhaque

Como fazer:

Unte com manteiga uma forma de 22 cm e polvilhe farinha de rosca. Retire o excesso de farinha e reserve. No liquidificador, bata os ovos, o óleo e as bananas. Em uma tigela, coloque a farinha de rosca, o açúcar, a canela e o fermento. Acrescente a mistura líquida à seca. Mexa até obter uma massa homogênea. Acrescente as uvas passas. Coloque a massa na forma untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido a 200 graus por 40 minutos.

10 Comments

  • Silvia Meireles 25 novembro, 2013 at 17:25

    Que delícia! Eu nestava justamente pesquisando receitas para usar minhas bananas quando chegou esta receita Obrigada Bjs  Silvia

    Reply
    • camilanacozinha 27 novembro, 2013 at 13:58

      Oi, Silvia! Tudo bem?
      Que legal! Você fez o bolo?
      Bjs

      Reply
  • Danieli 17 janeiro, 2014 at 22:57

    oi Camila!!! não vai trigo na receita?

    Reply
  • Anónimo Epicurista 20 fevereiro, 2014 at 13:04

    Obrigado pela sua receita, mas tenho uma dúvida: no item do óleo refere-se a 2 a 3 xícaras ou a 2/3 de 1 xícara?
    Agradeço a sua ajuda.

    Reply
    • camilanacozinha 20 fevereiro, 2014 at 13:40

      Oi, Antônio. Tudo bem?
      São 2/3 de xícara de óleo.
      Depois me conta o que achou da receita.
      Abraço

      Reply
  • Anónimo Epicurista 20 fevereiro, 2014 at 14:19

    Obrigado Camila pela sua ajuda. Analisando bem a receita eu fui burro. E aqui faço a minha penitência. A receita fala em xícara no singular. Burrice à parte irei experimentar a receita – neste momento vou comprar um dos ingredientes pois o meu filho já comeu parte do pacote das passas .Certamente que darei conta do resultado. Aliás eu partilho do principio de que se deve dar sempre conta do resultado final pois é o mínimo que se pode fazer para quem gentilmente teve o trabalho de partilhar a suas receitas connosco. E para terminar gosto muito das fotos apresentadas.
    Um abraço transcontinental.

    Reply
  • Anónimo Epicurista 21 fevereiro, 2014 at 11:00

    Ola Camila
    Esta madrugada fiz o bolo e gostei. Não que este bolo seja novidade para mim porque recentemente fiz uma variante desta receita que na sua essência é exactamente igual à sua,, somente mudando as quantidades de açúcar (2 xícaras), a farinha de rosca (3 xícaras),os ovos inteiros (3) e o óleo (1/2 xícara).
    Sempre achei que a variante da receita era um pouco maçuda. A sua receita apresentou-se mais leve e um nadinha menos doce. Claro que este tipo de bolo feito no liquidificador não fica tão leve como contraponto aos que são batidos com colher de pau (por exemplo) e que levam claras.
    Na foto que apresenta o seu bolo tem um aspecto dourado. Aquele que agora fiz – em forma de bolo inglês – ficou com um tom castanho mais carregado. Já anteriormente me acontecera o mesmo. Mas o palato não se queixa nem se queixou…
    Ambos os bolos têm um grande defeito: abominam ficar no prato de um dia para o outro.
    Assim sendo, está a Camila de parabens bem como a sua tia Marilene por esta excelente receita.
    Um abração deste cantinho à beira mar plantado.

    Reply
  • Camila na cozinha 28 fevereiro, 2014 at 15:30

    Olá, Antônio.
    Que bom que você gostou. Fico feliz!

    Muito obrigada.
    Um abraço

    Camila

    Reply
  • ganhar curtidas no facebook 11 agosto, 2014 at 16:47

    Fiquei com água na boca!

    Reply
  • Raffa 20 agosto, 2014 at 12:56

    oi Camila, eu tinha um monte de bananas aqui quase estragando e procurando uma receita de bolo achei a sua e adorei, dei um enfeitada nas bordas da forma com pedaços de banana, açúcar e canela, ficou lindo, uma delícia, e minha família adorou!!!Parabéns!!!

    Reply

Leave a Comment

*